Jogatina

por André Conti

Perfil O jornalista André Conti é editor de quadrinhos da Companhia das Letras e colunista da Folha

Perfil completo

"Fez": reprogramando o cérebro

Por André Conti
18/06/12 14:13

Não sei por que demorei tanto a baixar “Fez”, título exclusivo da Xbox LIVE que saiu há uns meses. Acho que acabou sendo um desses jogos que, de tanto acompanharmos a trajetória (o primeiro anúncio foi em 2007), acabam impossibilitados de superar qualquer expectativa, e já saem mornos. Ajudou que “Fez” foi lançado com vários bugs, então achei melhor esperar um patch. Besteira.

Depois de algumas horas de jogo, fica claro o porquê dos bugs todos. É impossível prever todas as possibilidades de deslocamento de uma tacada só, ainda mais para uma produtora pequena. E, como eles mesmos disseram, “Fez” foi mais testado nas vinte e quatro horas seguintes ao lançamento do que nos cinco anos que passou sendo feito. Com o escrutínio dos jogadores, vieram os problemas.

Nada disso importa. Os poucos bugs com os quais me deparei eram perfeitamente contornáveis, e imagino que com o tempo isso seja remediado. Enquanto isso, ainda estou atrás de uns trinta cubos dourados, sem contar as versões “negativas”, mais difíceis de se encontrar.

“Fez” é um jogo de plataforma e quebra-cabeças, onde você navega por um mundo aparentemente bidimensional, mas cuja perspectiva pode ser mexida em três dimensões. Parece mais complicado do que é, só que na verdade é mecânica acaba sendo bastante simples, como você pode ver no vídeo abaixo. O difícil é reprogramar o cérebro e se adaptar às trocas de ângulo e direção.


O objetivo é encontrar as partes de sessenta e quatro cubos que se perderam. Quanto mais cubos você encontra, mais áreas pode acessar. Com um toque no R1 ou no L1, o cenário “vira” para a direita ou para a esquerda, o que serve para navegar pelas fases (descobrindo novos caminhos e alcançados áreas antes inacessíveis) e também para localizar pedaços de cubo que eventualmente estejam escondidos. “Fez” é dividido em dezenas de mini mundos interconectados, que também se ligam a uma espécie de central de fases. Sem contar áreas secretas, cantos obscuros etc.

O mais próximo que consigo imaginar de “Fez” é a série de RPGs “Paper Mario”, da Nintendo. O último “Paper Mario”, do Wii, inclusive brinca com essa mudança de perspectiva, inserindo um Mario 2D num mundo tridimensional, e inúmeros quebra-cabeças dependem disso. “Fez” não é um RPG, mas eleva o grau de complexidade (e inventividade) desses quebra-cabeças à enésima potência. Alguns são tão contra-intuitivos que só é possível resolvê-los realmente se forçando a ver as coisas por um outro ângulo. Acho que o objetivo era esse, então deu certo.

Infelizmente, por enquanto não há planos de lançá-lo no PC e no PS3.

  • Comentários
  • Facebook

9 comentários feitos no blog

  1. Jorge Oliveira comentou em 25/06/12 at 7:45 am

    Eu estava jogando na casa de um amigo e deu um bug que, por coincidência, é a por volta dos 50 segundos do vídeo acima postado e a teimosia dessa pessoa falava que eu não estava “jogando certo”… Hahaha
    Lendo os cometário eu lembrei que a gente não terminou o Limbo…
    Abraço

    • André Conti comentou em 25/06/12 at 6:22 pm

      NÃO SEI DE NADA.

  2. Carlos F Bella Cruz comentou em 20/06/12 at 2:55 pm

    Interessante que há espaço para inovações em jogos 2D. Esta mistura de 2D com 3D do “Fez” é bem diferente, pelo menos para mim. Como só tenho o PS3 eu destaco o LIMBO. Você já comentou sobre ele em algum post? Acompanho a algum tempo mas não um sobre ele. Virou febre aqui em casa com a família toda reunida tentando descobrir como passar as fases…
    Abraço.

    • André Conti comentou em 20/06/12 at 3:03 pm

      Não lembro se já falei sobre ele, mas também gosto bastante.

  3. Claudio comentou em 19/06/12 at 7:39 pm

    Estou pra pegar esse jogo já faz um bom tempo! E sempre fico adiando.
    Essa ideia de ser 2D e poder transferir pro 3D, também foi bem utilizada no Super Paper Mario, para o Wii.

    • Claudio comentou em 19/06/12 at 7:41 pm

      Isso é o que dá postar e depois terminar de ler o texto… você já o mencionou ao final.
      Favor desconsiderar.
      A propósito, o blog está show de bola.
      Abraço!

  4. Ila Mestayer comentou em 18/06/12 at 7:41 pm

    Se você é profissional de marketing multinível você já deve saber como é difícil vender produtos que qualquer outra empresa no mundo vende e esperar semanas para receber a sua comissão. Com a Talk Fusion é diferente – você vai vender totalmente novos, super quentes produtos de vídeo on-line que não têm concorrência no mercado, e você receberá a sua comissão em 3 minutos após a sua venda!

    • André Conti comentou em 18/06/12 at 9:54 pm

      Sei que é spam, mas CASO você seja profissional de marketing multinível (e mesmo que já saiba como é difícil vender produtos que qualquer outra empresa no mundo vende e esperar semanas para receber a sua comissão), espero que possa ajudar.

  5. Francisco comentou em 18/06/12 at 4:25 pm

    Comprei o FEZ depois de ver o excelente Indie Game: The Movie

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Folha Shop